GP da Espanha

Espanha volta a ser "território Alonso"

GP da China

Alonso vence o "quebra-cabeça" chinês

GP da Malásia

Vettel "dá o bote" em Webber e vence a corrida

GP da Austrália

Raikkonen vence a primeira do ano

Vodafone deixará Mclaren no fim da temporada

Parceria terminará após 7 anos

31 de mai de 2011

Resultado do Bolão: GP de Mônaco

Já temos o resultado do Bolão da etapa monegasca e a verdade é que pouco pontos foram conseguidos neste GP.

Mônaco é, por excelência, a etapa onde tudo pode acontecer e como, era de se esperar, entre batidas, abandonos e o Hamilton;-) era difícil prever o resultado.

Os maiores acertantes da etapa foram Tio Bernie e Renato, com 26 pontos:


Vinte e seis pontos que levam o Renato a alcançar a liderança do Bolão e se manter no topo da tabela até a próxima corrida:



Próxima etapa: Canadá!

30 de mai de 2011

Pirelli pede mudanças no regulamento

A Pirelli pediu mudanças no regulamento da Fórmula 1 para que se proíba a troca de pneus depois de uma bandeira vermelha.

Paul Hembery, Diretor Esportivo da marca, comentou o ocorrido em Mônaco e disse que foi uma pena que a troca fosse permitida, pois teríamos um final muito mais emocionante.

"Realmente não entendo porque lhes permitiram fazer a troca de pneus".

"Acho que foi algo vergonhoso com a bandeira vermelha porque se não tivessem troca os pneus teriam brigado até o final pois tinham estratégias diferentes e seu desgaste era muito diferente. É uma pena já que não pudemos ver o final do jogo de estratégias que fizeram" - disse Hembery a Autosport.

Antes da bandeira vermelha, em Mônaco, provocada pelo acidente de Vitaly Petrov, os três primeiros colocados brigavam pela vitória com 3 diferentes tipos de estratégia.

A verdade é que foi um final de corrida muito aquém das expectativas de qualquer torcedor.

A decisão de Charlie Whiting de permitir o final da corrida - os 75% da corrida já se haviam cumprido, portanto, Charlie poderia ter finalizado o GP a 6 voltas do final - foi animadora, até o momento em que vimos as equipes trocando os pneus.

Totalmente incoerente e um final de corrida totalmente previsível.

29 de mai de 2011

GP de Mônaco

Quinta vitória para Sebastian Vettel na temporada

Corrida emocionante em Mônaco com nova vitória de Sebastian Vettel no Mundial de F1 justo à frente de Fernando Alonso e Jenson Button, segundo e terceiro colocados, que lhe acompanharam no pódio.



O jogo das estratégias animou a corrida e nos deixou três possíveis vencedores: Vettel, Alonso e Button. O pódio já estava decidido faltava apenas saber o nome do vencedor.

Jenson Button apostou pela estratégia de três pit stop's. Alonso por dois e Vettel, surpreendendo a todos, completou 78 voltas com apenas um pit.

Com os pneus destroçados, Vettel se manteve a frente suportando os ataques de Alonso, que por sua vez, controlava a perseguição de Button.

O acidente de Petrov e Alguersuari na volta 70, provocou safety-car e posteriormente, bandeira vermelha, o que praticamente sentenciou a corrida e , portanto, a vitória de Vettel.

Bandeira vermelha decide resultado

Faltando menos de dez voltas para o final, os líderes da corrida chegaram a um verdadeiro "trenzinho" - começando por Sutil, 6º colocado, que se formou em pista.

O alemão da Force India teve um problema em seu pneu traseiro depois de tocar o guard rail, depois de ser ultrapassado por Hamilton. Com o toque, atravessou a chicane e obrigou Hamilton a uma brusca freiada. Freiada essa que Jaime Alguersuari, que aproveitava para ultrapassar a Heidfeld e Petrov, não viu.

O espanhol "subiu", literalmente na traseira do Mclaren. Petrov tão pouco pode freiar e também bateu.

O safety-car entrou em pista mas foi necessário a entrada da ambulância para atender a Petrov, que sofreu alguma lesão em uma das pernas, e a bandeira vermelha mais uma vez apareceu este fim de semana.

Faltando 7 voltas para o final, a decisão de reiniciar a corrida se agradecia pelo espetáculo que os 3 primeiros nos ofereceria, mas não contavam com que a regra permitisse a troca de pneus.

Mais uma vez o beneficiado foi Vettel, que colocou pneus novos e correu 5 voltas para alcançar a glória, também, em Mônaco.

O 4º lugar ficou com Mark Webber, que apesar do problema em um de seus pit's, ultrapassou o Sauber de Kobayashi na penúltima volta. O 5º lugar é a melhor posição do japonês até o momento.

Hamilton, protagonista


A 6ª posição é de Lewis Hamilton que exagerou de sua agressividade este fim de semana. Começou com a disputa com Michael Schumacher e a ultrapassagem em Saint Devot, que quase deixa de fora ao alemão.

 Logo, foi à caça de Felipe Massa, tentando a ultrapassagem na Loews, que como quase sempre, saiu mal. Os dois se tocaram e Massa saiu mais prejudicado do acidente que Hamilton. O inglês recebeu um drive-trough por essa manobra.



Já no túnel, Hamilton ficou com a parte limpa da pista deixando a suja para Felipe, que não pode segurar o carro, que encontrou, obviamente, o "muro", provocando a entrada do primeiro safety-car da corrida.

No final da prova, uma nova tentativa de ultrapassagem, dessa vez sobre Pastor Maldonado. Hamilton se precipitou na ultrapassagem e no toque dos dois carros, tirou o colombiano da corrida.



Essa ação lhe custou ao inglês nova punição: 20 segundos agregados ao seu tempo final, que não lhe tira a sexta posição.

Os abandonos foram "poucos". Apenas 6 carros: Maldonado, Alguersuari, Petrov, Schumacher, Massa e Glock.

Assim terminou o Grande Prêmio de Mônaco:


 1.  Vettel        Red Bull-Renault           2h09:38.373
 2.  Alonso        Ferrari                    +     1.138
 3.  Button        McLaren-Mercedes           +     2.378
 4.  Webber        Red Bull-Renault           +    23.100
 5.  Kobayashi     Sauber-Ferrari             +    26.900
 6.  Hamilton      McLaren-Mercedes           +    27.200
 7.  Sutil         Force India-Mercedes       +     1 lap
 8.  Heidfeld      Renault                    +     1 lap
 9.  Barrichello   Williams-Cosworth          +     1 lap
10.  Buemi         Toro Rosso-Ferrari         +     1 lap
11.  Rosberg       Mercedes                   +     1 lap
12.  Di Resta      Force India-Mercedes       +    2 laps
13.  Trulli        Lotus-Renault              +    2 laps
14.  Kovalainen    Lotus-Renault              +    2 laps
15.  D'Ambrosio    Virgin-Cosworth            +    2 laps
16.  Liuzzi        HRT-Cosworth               +    3 laps
17.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +    3 laps
18.  Maldonado     Williams-Cosworth          +    5 laps

28 de mai de 2011

Classificação - GP de Mônaco

Mais uma pole de Vettel. Batida forte de Sérgio Pérez

Sebastian Vettel marcou mais uma vez a pole-position e largará no melhor lugar do grid, mais uma vez. Já são cinco poles de seis possíveis para o alemão.

Apesar das distâncias com os rivais se reduzirem, Vettel contou com o talento e com o inesperado para garantir o 1º lugar no grid.

Acidente forte de Sérgio Pérez


Já na Q3, pela primeira vez disputando o top10, Sérgio Pérez perdeu o controle de seu Sauber na saída do túnel. Bateu forte contra o guard-rail e mais ainda contra os muros de proteção.



Os serviços médicos e a ambulância foram acionados e a proteção para evitar imagens do atendimento de "Checo", por alguns momentos, aumentou a tensão.

Finalmente chegaram as boas notícias: Sérgio Pérez sofreu apenas concussão cerebral e uma distensão no músculo da perna. Ficará em observação no Hospital Princess Grace.

Perdeu a consciência no local mas logo se recuperou, estando acordado durante todo o resgate.

Acidente condiciona os tempos

A classificação parou faltando menos de 3minutos para o final do treino.

O acidente de "Checo" Pérez foi como um balde de água fria para muitos pilotos que viram suas chances de atacar aos Red Bull ir por água abaixo.

A bandeira vermelha aconteceu justo quando alguns pilotos partiam para sua segunda volta rápida.

Depois do acidente, nos minutos finais, os pneus já estavam mais gastos e o ritmo já não era o mesmo. Ninguém conseguiu melhorar os tempos já marcados.

Pior para Hamilton que arriscou tudo em uma única volta e conseguiu apenas o 7º melhor tempo.



Entre os pilotos que já tinham seu "dever de casa" bem feito, Sebastian Vettel, 0,5seg a frente de Jenson Button, único a estar na casa do 1:13, como Vettel. É a melhor posição de largada do inglês, até o momento, na temporada. Mark Webber marcou o terceiro melhor tempo e terá a Fernando Alonso ao seu lado no grid, um dos pilotos a lamentar a bandeira vermelha durante a classificação.

O espanhol abria sua segunda volta quando ocorreu o acidente e, ao final, o bom rendimento mostrado nos treinos livres não pode repetir-se no treino classificatório.

O 5º lugar ficou com Michael Schumacher, logo a frente de Felipe Massa. Rosberg foi o 8º melhor e Pastor Maldonado fecha esse Top 10, com a 9ª posição, que sofre a ausência, portanto, de Sérgio Pérez.

Punição para Hamilton

Se o 7º melhor tempo para Lewis Hamilton já era decepcionante, o que dizer do nono lugar. O inglês saltou um das chicanes do circuito quando marcou sua volta rápida de 1:15:280. Hamilton, portanto, fica "sem tempo" na Q3 e por isso largará desde a 9ª posiçao. Na hipótese de que Sérgio Pérez pudesse correr amanha e formasse o grid, Hamilton largaria desde o 10º lugar.

Hispania participará da corrida

Nem Karthikeyan nem tão pouco Liuzzi puderam participar do treino classificatório de hoje e surgiu a dúvida da particpaçao dos Hispania no GP.



Através do twitter se confirmou a decisão da FIA de liberar a participação dos dois carros, por considera que os dois carros estariam dentro do limite de tempo estabelecido pelos 107%.

Karthikeyan sofreu um problema na suspensão traseira que o impediu de sair à pista, enquanto Vitantonio Liuzzi não teve seu carro reparado a tempo, depois do forte acidente no 3º Treino Livre.

Estes foram os tempos da classificação:


 1.  Sebastian Vettel      Red Bull-Renault     1m13.556s  
 2.  Jenson Button         McLaren-Mercedes     1m13.997s  + 0.441
 3.  Mark Webber           Red Bull-Renault     1m14.019s  + 0.463
 4.  Fernando Alonso       Ferrari              1m14.483s  + 0.927
 5.  Michael Schumacher    Mercedes             1m14.682s  + 1.126
 6.  Felipe Massa          Ferrari              1m14.877s  + 1.321
 7.  Lewis Hamilton  *      McLaren-Mercedes     1m15.280s  + 1.724
 8.  Nico Rosberg          Mercedes             1m15.766s  + 2.210
 9.  Pastor Maldonado      Williams-Cosworth    1m16.528s  + 2.972
10.  Sergio Perez          Sauber-Ferrari       No time
11.  Vitaly Petrov         Renault              1m15.815s   + 1.540
12.  Rubens Barrichello    Williams-Cosworth    1m15.826s   + 1.551
13.  Kamui Kobayashi       Sauber-Ferrari       1m15.973s   + 1.698
14.  Paul di Resta         Force India-Mercedes 1m16.118s   + 1.843
15.  Adrian Sutil          Force India-Mercedes 1m16.121s   + 1.846
16.  Nick Heidfeld         Renault              1m16.214s   + 1.939
17.  Sebastien Buemi       Toro Rosso-Ferrari   1m16.300s   + 2.025
18.  Heikki Kovalainen     Lotus-Renault        1m17.343s   + 2.136
19.  Jarno Trulli          Lotus-Renault        1m17.381s   + 2.174
20.  Jaime Alguersuari     Toro Rosso-Ferrari   1m17.820s   + 2.613
21.  Timo Glock            Virgin-Cosworth      1m17.914s   + 2.707
22.  Jerome D'Ambrosio     Virgin-Cosworth      1m18.736s   + 3.529
23.  Tonio Liuzzi          HRT-Cosworth         
24.  Narain Karthikeyan    HRT-Cosworth 

26 de mai de 2011

Treinos Livres - GP de Mônaco

Em um dos treinos livres mais disputados da temporada, por não dizer o mais, Sebastian Vettel ficou com a 1ª posição na tabela nos primeiros treinos livres de Mônaco.



Fernando Alonso ficou a 0,1 seg. do tempo do alemão A seguir, a diferença de tempos entre os pilotos, até o 6º colocado, que foi Jenson Button, foi mínima.

Mark Webber teve problemas na caixa de câmbios de seu RB7 e sequer marcou tempo.

Super-macios à prova

Na 2ª sessão de treinos, as equipes testaram pela primeira vez na temporada os compostos super-macios(vermelho).



Fernando Alonso foi o mais rápido, 0,1seg. a frente de Lewis Hamilton. Rosberg e Button vieram logo atrás e só aí, na 5ª posição, encontramos o primeiro Red Bull, com Sebastian Vettel no comando.

Mark Webber pode solucionar seu problema da sessão matinal mas ainda assim só pode ser o 8º colocado.

A disparidade de tempos deve-se como sempre a diferentes set-up's e estratégias de treinos.

Red Bull "perde as forças" em Mônaco

Pelo menos de momento. A impressão é de que, em Mônaco, um circuito com pouca exigência de carga aerodinâmica, a Red Bull perde seu diferencial, e tudo fica mais igualado.

Prova disso foram os tempos marcados hoje pelos rivais diretos da equipe austríaca.

Confira os tempos de hoje:
 - 1ª Sessão de Treinos Livres
 - 2ª Sessão de Treinos Livres

25 de mai de 2011

Novos "aires" em Mônaco

Rubens Barrichello postou em seu twitter uma foto do novo desenho de capacete que usará no GP de Mônaco. Detalhe: a idéia do desenho foi de seu filho, Dudu.

Foto: via @rubarrichello

Já Fernando Alonso usará o mesmo desenho porém em tons dourados. Segundo informações no blog do Octeto, o capacete será usado em Mônaco e Cingapura, e depois será leiloado.

Foto: via Octeto Racing Team

Apostas do Bolão: GP de Mônaco

Com os treinos livres do GP de Mônaco acontecendo na 5ª feira, como de costume, as apostas do Bolão Guard Rail também se antecipam e os palpites já poderão ser feitos a partir de hoje mesmo.

O piloto-coringa do GP de Mônaco é:

Kamui Kobayashi

Quer participar e não sabe como? Clique aqui.

Boa Sorte!

Saint Devot reasfaltada

Durante o trabalho de melhoras no circuito de rua do Gp de Mônaco, no início desta semana, um caminhão se incendiou, sem motivo aparente, justo na primeira curva do circuito: a Saint Devot.

O fogo intenso abrasou o asfalto e a zona teve que ser reasfaltada.


O medo agora é que o novo asfalto seja demasiado resvaladiço e que prejudique o desempenho dos pilotos. A sombra do ocorrido no GP do Canadá de 2008 está aí...

Amanhã, nos treinos livres veremos o resultado do trabalho feito pelos trabalhadores.

FIA confirma zona de ativação do DRS em Mônaco

A FIA confirmou que a zona de ativação do DRS em Mônaco será na reta de meta.

Durante a quinta-feira de treinos livres e o sábado, os pilotos estarão livres para utilizarem o aerofólio móvel (DRS) por todo o circuito, menos na área situada a 1350 e 2020 metros depois da linha de meta, ou o que é o mesmo, no túnel do traçado de Montecarlo.

Clique para aumentar

Na corrida, a zona de ativaçao estará limitada à reta de meta, apenas. A zona onde se detectará a distância mínima de 1seg entre os carros estará logo depois da última chicane (curva 16) enquanto a zona de ativação do DRS começará depois da curva 19 e irá até a freiada da Sant Devote, primeira curva do circuito.

24 de mai de 2011

Resultado do Bolão: GP da Espanha

Mais uma etapa do Bolão Guard Rail disputada e entre pontos aqui e pontos ali, B'Hengler tira da cartola 69 pontos para se colocar lá na frente com os líderes.

O piloto-coringa ajudou a alguns mas o pole-position "derrubou" muitas apostas:


Os 3 primeiros colocados seguem os mesmos, mas cada vez estão mais próximos. Temos agora 5 apostadores nas 3 primeiras posições e "um respiro" entre os demais apostadores:


A Fórmula 1 não descansa esta semana e a gente também não. Quinta-feira abrimos as apostas para o GP de Mônaco!

23 de mai de 2011

Sutil poderia perder sua superlicença

A "briga" entre Adrian Sutil e Eric Lux na discoteca M1NT, em Shangai, está tomando grandes proporções, que podem complicar a vida de Adrian dentro da Fórmula 1, apesar de ser um caso extra-pista.

Eric Lux e a cicatriz no pescoço

Eric Lux, ferido na briga por Sutil, comentou que pretende tomar ações legais contra o piloto da Force India por lesões corporais graves e pretende denunciar o piloto em 5 países distintos.

O manager do piloto, Manfred Zimmermann, confirmou que Lux ainda não entrou com o processo e que estão buscando uma "solução amistosa entre ambas partes".

Ao parecer, Lux exige desculpas públicas, uma doação em dinheiro para alguma fundação e que Sutil fique de fora de algumas corridas do Mundial. Esse último pedido faz com que a "solução amigável" não chegue entre ambas partes.

Adrian Sutil

A FIA e a Force India estão acompanhando o caso e a equipe confirmou que cumpriria o contrato com piloto apenas durante o GP da Espanha, deixando em "stand by" a participação de Sutil no resto do Campeonato. O processo poderia deixar o alemão sem superlicença e ter, inclusive, pena de prisão para o piloto.


Entenda o caso

O piloto alemão se encontrava na discoteca M1NT, em Shangai, celebrando a vitória de Lewis Hamilton no GP da China, no dia 17 de Abril, quando ao parecer começou uma briga com Eric Lux, diretor executivo da Genni Capital, proprietaria da Lotus-Renault.

Lux terminou a noite no hospital com um corte no pescoço, - precisou de 24 pontos - ocasionado por uma garrafa utilizada por Sutil.

Hamilton, que também se encontrava no local não teve qualquer envolvimento com o tema apesar de ser testemunha do ocorrido.

22 de mai de 2011

GP da Espanha

Vettel vence a quarta corrida do ano

A quinta etapa do Mundial de F1 teve mais uma vez a Sebastian Vettel como vencedor do Grande Prêmio. Lhe acompanharam no pódio as duas Mclaren, que parecem ser as únicas a se aproximar em desempenho ao RB7 do alemão da Red Bull.

Hamilton esteve incansável à caça de Vettel e, o bom carro da Mclaren unido ao talento do piloto inglês, podem ser o elemento que evitará o bi-Campeonato de Sebastian.

Jenson Button chegou na 3ª posição e cada vez se confirma mais sua fama de "bom estrategista". Largou muito mal, caindo para o 9º lugar mas na estratégia, de 3 paradas apenas contra 4 dos demais, conseguiu superar a outra Red Bull, a de Mark Webber e disfrutar do pódio.

Mark Webber que largou na pole e só. Caiu para 3º logo na largada e o tempo perdido atrás de Fernando Alonso o deixou sem opções contra a estratégia de Button.



Falando em Fernando Alonso, o espanhol não subiu ao pódio, foi apenas o 5º colocado, mas demonstrou que com um carro a altura pode brigar por melhores posições. Sua largada foi o ponto alto do GP quando pulou da 4ª para a 1ª posição logo na primeira curva com uma manobra atrevidíssima que surpreendeu até aos mais atentos.

Depois disso, mais do mesmo, a Ferrari pouco a pouco se "diluiu" e o Ferrari do espanhol caiu até a 5ª posição.

No 6º lugar um excelente resultado para Michael Schumacher que conseguiu superar seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, o 7º colocado.

Schumacher fez uma bela largada saltando do 10º lugar para o 6º, não saindo mais dalí. Rosberg bem que tentou mas o alemão manteve sua sequência de resultados: nunca fez menos que um 6º lugar em Barcelona.

O oitavo lugar é de Nick Heidfeld, em excelente corrida de recuperação. Heidfeld largou dos boxes ao não poder classificar por problemas em seu Lotus-Renault. Com belas ultrapassagens, o alemão superou a vários rivais, inclusive a seu companheiro de equipe Vitaly Petrov, que largou em 6º lugar.



Nona posição é do rookie da Sauber. Pérez fez boa corrida, soube administrar os pneus e conseguiu terminar na zona de pontuação mais uma vez. E dessa vez seus pontos valeram, com um sabor especial porque terminou a prova a frente de seu "badalado" companheiro, Kobayashi, que acabou o Grande Prêmio na 10ª posição.

Felipe Massa não teve seu melhor fim de semana e fez  uma corrida medíocre, onde nada lhe saía bem. Abandonou nas últimas voltas por problemas no câmbio.

Rubens Barrichello tão pouco se encontrou confortável neste GP e foi apenas o 17º colocado.

Desempenho dos líderes assusta




Ao margem da vitória de Vettel, merece um destaque especial o desempenho dos dois líderes da corrida: Sebastian Vettel e Lewis Hamilton. Os dois, metidos completamente na batalha pelo lugar mais alto do pódio seguiram um ritmo frenético a ponto de meterem uma volta no 5º colocado. Algo  impensado a pouco tempo atrás.


Assim terminou o GP da Espanha:

1.  Vettel        Red Bull-Renault           1h39:03.301
 2.  Hamilton      McLaren-Mercedes           +     0.630
 3.  Button        McLaren-Mercedes           +    35.697
 4.  Webber        Red Bull-Renault           +    47.966
 5.  Alonso        Ferrari                    +     1 lap
 6.  Schumacher    Mercedes                   +     1 lap
 7.  Rosberg       Mercedes                   +     1 lap
 8.  Heidfeld      Renault                    +     1 lap
 9.  Perez         Sauber-Ferrari             +     1 lap
10.  Kobayashi     Sauber-Ferrari             +     1 lap
11.  Petrov        Renault                    +     1 lap
12.  Di Resta      Force India-Mercedes       +     1 lap
13.  Sutil         Force India-Mercedes       +     1 lap
14.  Buemi         Toro Rosso-Ferrari         +     1 lap
15.  Maldonado     Williams-Cosworth          +     1 lap
16.  Alguersuari   Toro Rosso-Ferrari         +    2 laps
17.  Barrichello   Williams-Cosworth          +    2 laps
18.  Trulli        Lotus-Renault              +    2 laps
19.  Glock         Virgin-Cosworth            +    3 laps
20.  D'Ambrosio    Virgin-Cosworth            +    3 laps
21.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +    4 laps

21 de mai de 2011

Classificação - GP da Espanha

Novo pole-position, mesmo carro

Mark Webber conseguiu "destronar" a Sebastian Vettel, pelo menos na classificação de sábado, ao marcar a pole-position do Gp da Espanha, interrompendo a sequência de 5 poles conquistadas pelo alemão.

A pole estaria sim ou sim entre os dois pilotos da Red Bull e, pensando na corrida e no jogo de pneus que economizaria, Vettel se conformou com o segundo lugar.

Na 3ª posição, um incansável Lewis Hamilton, que segue à caça dos Red Bull. Garantiu o 3º lugar por 3 milésimos, à frente de Fernando Alonso, que se superou no final do treino para garantir um lugar na 2ªfila do grid.

A 5ª posição é de Jenson Button, a mais de 1 segundo do tempo de Webber. Vitaly Petrov superou ao Mercedes de Nico Rosberg que desta vez não conseguiu estar entre os 5 melhores do sábado.

Felipe Massa tão pouco pode tirar o melhor da Ferrari e foi apenas o 8º colocado, superando apenas a Pastor Maldonado e a Michael Schumacher, fechando o Top10.

Nick Heidfeld, depois de ver sua Lotus Renault incendiada, no 3º treino livre, não pode marcar tempo ao não ter seu carro reconstruído a tempo.

Rubens Barrichello teve problemas em sua Williams e largará desde a 19ª posição.

Destaque para Heikki Kovalainen que larga desde a 15ª posição, superando inclusive aos dois Force India.

Confira os tempos da classificação: 


 1.  Mark Webber           Red Bull-Renault     1m20.981s
 2.  Sebastian Vettel      Red Bull-Renault     1m21.181s   + 0.200
 3.  Lewis Hamilton        McLaren-Mercedes     1m21.961s   + 0.980
 4.  Fernando Alonso       Ferrari              1m21.964s   + 0.983
 5.  Jenson Button         McLaren-Mercedes     1m21.996s   + 1.015
 6.  Vitaly Petrov         Renault              1m22.471s   + 1.490
 7.  Nico Rosberg          Mercedes             1m22.599s   + 1.618
 8.  Felipe Massa          Ferrari              1m22.888s   + 1.907
 9.  Pastor Maldonado      Williams-Cosworth    1m22.952s   + 1.971
10.  Michael Schumacher    Mercedes
 Q2                               
11.  Sebastien Buemi       Toro Rosso-Ferrari   1m23.231s   + 1.691
12.  Sergio Perez          Sauber-Ferrari       1m23.367s   + 1.827
13.  Jaime Alguersuari     Toro Rosso-Ferrari   1m23.694s   + 2.154
14.  Kamui Kobayashi       Sauber-Ferrari       1m23.702s   + 2.162
15.  Heikki Kovalainen     Lotus-Renault        1m25.403s   + 3.863
16.  Paul di Resta         Force India-Mercede  1m26.126s   + 4.586
17.  Adrian Sutil          Force India-Mercede  1m26.571s   + 5.031
 Q1                                  
18.  Jarno Trulli          Lotus-Renault        1m26.521s   + 3.561
19.  Rubens Barrichello    Williams-Cosworth    1m26.910s   + 3.950
20.  Timo Glock            Virgin-Cosworth      1m27.315s   + 4.355
21.  Tonio Liuzzi          HRT-Cosworth         1m27.809s   + 4.849
22.  Narain Karthikeyan    HRT-Cosworth         1m27.908s   + 4.948
23.  Jerome D'Ambrosio     Virgin-Cosworth      1m28.556s   + 5.596 

24. Nick Heidfeld Renault No time 

20 de mai de 2011

FIA estuda a legalidade do aerofólio traseiro da Ferrari

Uma das novidades incorporadas ao F150º Itália, o novo aerofólio traseiro será analisado pela FIA para comprovar a legalidade da peça.

Foto via Safety-car.es

O "espaço em V", que agora aparece no aerofólio, pode ser maior do que o permitido, e portanto, ilegal.

O fato é que mais uma vez existe uma "brecha" no regulamento que dessa vez parece ter sido achada pela equipe Ferrari.

Charles Whiting declarou que tudo será analisado e que amanha teremos a decisão da FIA de se Fernando Alonso e Felipe Massa poderão utilizar o novo aerofólio no Grande Prêmio da Espanha.

[Atualização]: A FIA finalmente decidiu dar por ilegal o novo aerofólio traseiro da equipe Ferrari, não por irregularidades, mas por considerar que "o conceito não é legal" e "contrasta com o "espírito da competição". #piadadaFIA

Treinos Livres - Gp da Espanha

Webber domina a sexta-feira com o melhor tempo nas duas sessões


Na 1ª Sessão de Treinos Livres, em Barcelona, Mark Webber marcou o melhor tempo à frente de seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel.

Os dois Red Bull foram os melhores da manha porém com uma irreal diferença de 1seg. entre eles.



A verdade é que todas as equipes trazem atualizações para seus carros neste Grande Prêmio e a manha serviu para testar essas melhoras. A comparação entre as velhas e novas peças é o mais que provável motivo da grande diferença de tempos entre os pilotos da mesma equipe.

Rosberg e Alonso estiveram bem próximos do Red Bull de e marcaram o 3º e 4º lugar na tabela a 0,1seg. apenas um do outro.

Os tempos marcados pela manha foram 4segundos mais lentos que os tempos marcados pelas equipes nos treinos da pré-temporada.


Webber marca o ritmo, novamente, pela tarde

Com as melhoras incorporadas e analisadas, o segundo treino livre em Montmeló serviu para tentar acertar o melhor set-up para o fim de semana e testar os compostos oferecidos pela Pirelli.

Mark Webber foi, mais uma vez, o mais rápido, mas sem muita vantagem para o segundo melhor, Lewis Hamilton.

O inglês ficou a 0,039 seg. do tempo de Webber, enquanto Vettel foi o 3º melhor a 0,3 seg. do tempo do australiano.

Jenson Button foi o 4º melhor, com Fernando Alonso na 5ª posição e as duas Mercedes logo atrás.

Críticas aos pneus

A Pirelli mandou para a Espanha os compostos super-duro e o macio, mas para os pilotos o composto super-duro não agrada em nada e é, inclusive, pior que o composto macio, usado em corridas anteriores.

Parece ser que o composto é excessivamente duro, não tem grip algum, e ainda seria entre 2seg. a 2,5seg. mais lento que o macio.


No final da tabela encontramos os dois Hispania. Liuzzi, o último nos treinos de hoje não alcançou os 107% necessários para a classificação, o que o deixaria fora da corrida caso esse fosse seu tempo este sábado.

Confira os tempos das duas sessões:

- 1ª Sessão de Treinos Livres
- 2ª Sessão de Treinos Livres

19 de mai de 2011

Apostas do Bolão - Gp da Espanha

Duas semanas de descanso, quinta etapa da temporada, e o nosso Bolão volta a abrir sua "banca" de apostas para aqueles que tenham seus palpites "infalíveis" e que desejam ser o ganhador da miniatura Hotwheels 1:18 da B.A.R., pilotada por Jenson Button, em 2005.

Se quer relembrar as regras do Bolão, clique aqui.

O piloto Coringa do GP da Espanha é:

Fernando Alonso


Boa Sorte!

Fernando Alonso será "rosso" até 2016

Através de um comunicado na página web da equipe, a Scuderia Ferrari e Fernando Alonso anunciaram que seguirão juntos por mais 5 anos, até o final da temporada 2016.

O novo contrato entre ambas partes leva a crer que a Ferrari será, como desejava Alonso, sua última equipe como piloto de Fórmula1. O espanhol terá 35 anos ao término desta renovação.



Alonso, "em casa"

"Imediatamente me senti cômodo na Ferrari e agora é como uma segunda família para mim.


Tenho uma grande confiança nos homens e mulheres que trabalham em Maranello e em quem a administra, portanto, foi natural para mim ampliar nossa relação a tão longo prazo com a que será minha última equipe na Fórmula1".

Montezemolo, feliz

"É um grande prazer ter renovado nosso acordo com um piloto que sempre demonstrou uma mentalidade ganhadora, inclusive nas circunstancias mais difíceis.


Fernando tem todas as qualidades necessárias, tanto técnicas como pessoais, para desempenhar um papel destacado na história da Ferrari".

Alonso precisou de apenas 1 ano para impressionar a equipe italiana e anunciar uma renovação de contrato que tinha sua data de validade apenas para 2013.

14 de mai de 2011

Vettel x Webber: Comparativo

Após 4 corridas e o domínio aplastante de Sebastian Vettel sobre os demais concorrentes, não há dúvidas de que a Red Bul e o atual Campeão Mundial são os rivais a serem batidos, mas fica a dúvida do por que, mesmo com carros iguais, Vettel e Webber tem tido desempenhos bem diferentes.

Na Turquia, durante o treino de classificação, a BBC inglesa pegou as voltas rápidas de cada um dos pilotos da Red Bull e fez um comparativo.

Assista!



Taí a explicação do por que Vettel tem tido desempenhos melhores que os de Webber este ano.

Vi no Voando Baixo

Troféu Blogueiros - GP da Turquia

Com um pouco de atraso "graças ao Blogger", o Troféu Blogueiros está de volta com as notas para os pilotos durante o Gp da Turquia.

Clique para aumentar


Acompanhe a média dos pilotos até aqui...

Clique para aumentar


...E o sobe-e-desce do Troféu:


 Opinem!

11 de mai de 2011

Montmeló: 830 metros para o uso do DRS

Os responsáveis pelo Circuito de Montmeló, na Catalunha, confirmaram nesta quarta-feira, através do twitter, que a zona de ativação do DRS - ou aerofólio móvel - será de 830 metros no Gp da Espanha, próxima prova do Mundial de F1.



Será a maior zona de ativação, até o momento, já utilizada nesta temporada: a China era a mais longa, até então, com 752 metros.

Ainda segundo informaçoes dos responsáveis, a zona marcada para o uso do sistema será desde a linha de meta até a primeira curva.

Será, com certeza, o "verdadeiro" desafio para o DRS esta temporada, já que Montmeló é conhecido por sua "falta de emoção" durante a corrida.

10 de mai de 2011

Resultado do Bolão: GP da Turquia

Mais um resultado do Bolão à vista e temos novo líder. Neste Gp a pole-position salvou muita gente de "zerar" a etapa - incluída eu mesma. ;-)


Foram poucos pontos conseguidos na etapa, mas suficientes para dar ao Wallacy a liderança -  de momento! - e deixar o Bolão assim:


OBS: Com muita dor no coração eu tive que "zerar" a etapa da Amanda por ter postado depois do horário de início da Classificação. Seriam 44 pontos na etapa, mas é regra do Bolão postar até o horário do treino. Desculpa, Amanda!

8 de mai de 2011

GP da Turquia

Sebastian Vettel vence mais uma e dispara na liderança do Mundial


O alemão da Red Bull venceu sua 3ª corrida com bastante folga, como já nos tem acostumados. Mark Webber conseguiu a 2ª posição no fim da prova, graças ao jogo de pneus novos que guardou da classificação, marcando a primeira dobradinha do ano para a Red Bull.

O terceiro lugar no pódio foi para Fernando Alonso em ótima corrida, sem erros, onde chegou a estar em 2º lugar a poucas voltas do fim mas foi vencido finalmente "pelos pneus" e por Mark Webber. Apenas ele e Hamilton puderam rodar ao ritmo dos Red Bull.

Ainda assim, um pódio é um resultado que a equipe de Maranello necessitava a todo custo para manter a esperança de que "dias melhores virão".

O quarto lugar ficou com Lewis Hamilton. O inglês errou na 1ª volta e perdeu posições. A luta com Button o fez perder muito tempo e desgastar os pneus mais do que o necessário, o que o condicionou a 4ª posição. Mesmo assim ótima corrida de Lewis que sempre nos brinda com suas ultrapassagens e agressividade.

Na 5ª posição, Nico Rosberg, que começou bem a corrida ao colocar-se na 2ª posição mas como vem ocorrendo com a Mercedes desde o início da temporada, o carro vai perdendo "força", provavelmente devido ao desgaste de pneus. Além disso, a escolha dos pneus durante as paradas em boxes hoje não foram favoráveis ao alemão.

Sexto lugar para Jenson Button que manteve bom ritmo durante a prova e protagonizou uma das melhores brigas por posições da corrida com seu companheiro Lewis Hamilton.

Porém, o pouco desgaste dos pneus de Button o fez tentar outra estratégia de paradas(3 pit stop's) que não fosse a de 4 pit stop's, o "plano B" adotado pelos primeiros colocados. O inglês não pode tirar todo o rendimento possível e apesar das batalhas em pista, acabou na 6ª posição.

Logo a frente de Nick Heidfeld e Vitaly Petrov, respectivamente. As duas Lotus-Renault fizeram boa corrida e se mantiveram sempre entre os primeiros 10 colocados, brigando sempre por posições. Inclusive tiveram um duelo particular onde os dois pilotos se mostraram bem "críticos", um com a atitude do outro.

Sebastian Buemi foi uma das surpresas do Top 10. largou na 16ª posição e foi ganhando posições com brigas próprias e com a briga dos demais. Levou mais 2 pontinhos "pra casa" e já soma 6 no Campeonato.

A outra surpresa foi Kamui Kobayashi. O japonês largou na última posição ao não ter feito a classificação no sábado e com uma boa estratégia e ultrapassagens "de infarto", mais uma vez marcou presença entre os pontuadores do GP.

Massa fora da zona de pontos

Felipe Massa terminou na 11ª posição, fora da zona de pontos.

Logo no início da corrida as coisas pareciam pintar melhor do que esperadas para Felipe Massa que foi de mais a menos, e que "sofreu" de tudo na corrida: saiu de pista, ultrapassou, foi ultrapassado, teve problemas nos boxes, brigou por posições, mas que finalmente teve seus contratempos refletidos no resultado.

O GP da Turquia terminou assim:


Pos. Piloto        Equipe                     Tempos
 1.  Vettel        Red Bull-Renault           1h30:17.558
 2.  Webber        Red Bull-Renault           +     8.807
 3.  Alonso        Ferrari                    +    10.075
 4.  Hamilton      McLaren-Mercedes           +    40.232
 5.  Rosberg       Mercedes                   +    47.539
 6.  Button        McLaren-Mercedes           +    59.431
 7.  Heidfeld      Renault                    +  1:00.857
 8.  Petrov        Renault                    +  1:08.168
 9.  Buemi         Toro Rosso-Ferrari         +  1:09.300
10.  Kobayashi     Sauber-Ferrari             +  1:18.000
11.  Massa         Ferrari                    +  1:19.800
12.  Schumacher    Mercedes                   +  1:25.400
13.  Sutil         Force India-Mercedes       +     1 lap
14.  Perez         Sauber-Ferrari             +     1 lap
15.  Barrichello   Williams-Cosworth          +     1 lap
16.  Alguersuari   Toro Rosso-Ferrari         +     1 lap
17.  Maldonado     Williams-Cosworth          +     1 lap
18.  Trulli        Lotus-Renault              +     1 lap
19.  Kovalainen    Lotus-Renault              +    2 laps
20.  D'Ambrosio    Virgin-Cosworth            +    2 laps
21.  Karthikeyan   HRT-Cosworth               +    3 laps
22.  Liuzzi        HRT-Cosworth               +    5 laps

7 de mai de 2011

Classificação - Gp da Turquia

A previsão do tempo se confirmou na Turquia e a classificação foi disputada com a pista seca. O que também se confirmou foi a previsão de muita gente: Sebastian vettel logrou mais uma vez a pole-position, a 4ª consecutiva e a 19ª de sua carreira.

Vettel foi tão superior que meteu 0,4seg em seu companheiro de equipe, Mark Webber, que largará ao seu lado, amanha, no grid.

Uma tentativa foi o suficiente para que os dois carros da Red Bull se colocassem na 1ª e 2ª posição, guardando assim um jogo de pneus macios novos para a corrida.



Segunda fila do grid estarão dois pilotos dos quais se espera boa briga novamente em pista. Nico Rosberg foi o 3º colocado, apenas 21 milésimos à frente de Lewis Hamilton.

Na 5º posição estará Fernando Alonso. O Ferrari parece ter evoluído "um pouco" desde o GP da China. Alonso marcou um tempo de 1:25:851, 8 décimos atrás de Vettel e pouco mais de 0,1 seg de Jenson Button, que lhe acompanhará na 3ª fila.

Vitaly Petrov conseguiu uma ótima 7ª posição no grid logo a frente de Michael Schumacher, a mais de um segundo do tempo marcado por seu companheiro de equipe.

Com alguns problemas de set-up (o carro saía de traseira), Nick Heidfeld largará desde a 9ª posição por escassos 13 milésimos de diferença para o tempo marcado por Michael Schumacher. Apesar da tentativa foi superado em quase 0,4seg. por Vitaly Petrov.



Fechando o top 10 do grid da Turquia, Felipe Massa, que saiu dos boxes apenas para dar uma volta de reconhecimento, por assim dizer. Com pneus novos, Massa abortou sua volta ao ver que os tempos não eram satisfatórios( assumiu um erro na curva 9) e decidiu guardar os pneus para a corrida.

"Guerra" dos pneus


Depois da jogada de Hamilton na China, que guardou um jogo de pneus macios novos, na classificação, para a corrida, estar na frente no grid não parece ser tão importante. Isso foi o que vimos pelo menos neste sábado.

Nico Rosberg e Lewis Hamilton lutaram pela 3ª posição no grid o que os deixou sem pneus novos para a corrida, enquanto Fernando Alonso abortou sua última volta para não ter que gastar um jogo novo.

O caso mais "gritante" foi o de Felipe Massa que "desistiu" da Q3 pensando na corrida e guardando um jogo de pneus para o domingo. Ele, ao contrário de Alonso só tinha um jogo de pneus quando chegou na Q3, euanto Alonso tinha dois. Por isso, Alonso teve pelo menos uma tentativa.

Jaime Alguersuari também comentava após o treino que sua 17ª posição se deve ao fato dos pneus. Ficou a 3º milésimos de seu companheiro, que largará uma posição à sua frente, mas com um jogo de pneus a menos que o espanhol.

Os dois Red Bull com sua primeira tentativa de volta rápida se deram por satisfeitos e desceram dos carros, aguardando o fim do treino. Sim, eles podem, mas fizeram por guardar um jogo novo de pneus, também.



Na parte baixa da tabela, Vitantonio Liuzzi largará na 20º posição após ter superado o Virgin de Timo Glock. Compartem última fila Kamui Kobayashi que não participou da classificação por problemas em seu Sauber e Jerome D'Ambrosio, que perdeu 5 lugares no grid por excesso de velocidade no 2º Treino Livre, na sexta-feira, durante uma bandeira amarela.

Os tempos da Classificação:


1.  Sebastian Vettel      Red Bull-Renault     1m25.049s
 2.  Mark Webber           Red Bull-Renault     1m25.454s  + 0.405
 3.  Nico Rosberg          Mercedes             1m25.574s  + 0.525
 4.  Lewis Hamilton        McLaren-Mercedes     1m25.595s  + 0.546
 5.  Fernando Alonso       Ferrari              1m25.851s  + 0.802
 6.  Jenson Button         McLaren-Mercedes     1m25.982s  + 0.933
 7.  Vitaly Petrov         Renault              1m26.296s  + 1.247
 8.  Michael Schumacher    Mercedes             1m26.646s  + 1.597
 9.  Nick Heidfeld         Renault              1m26.659s  + 1.610
10.  Felipe Massa          Ferrari              No time
Q2
11.  Rubens Barrichello    Williams-Cosworth    1m26.764s  + 1.154
12.  Adrian Sutil          Force India-Mercedes 1m27.027s  + 1.417
13.  Paul di Resta         Force India-Mercedes 1m27.145s  + 1.535
14.  Pastor Maldonado      Williams-Cosworth    1m27.236s  + 1.626
15.  Sergio Perez          Sauber-Ferrari       1m27.244s  + 1.634
16.  Sebastien Buemi       Toro Rosso-Ferrari   1m27.255s  + 1.645
17.  Jaime Alguersuari     Toro Rosso-Ferrari   1m27.572s  + 1.962
Q1                                     
18.  Heikki Kovalainen     Lotus-Renault        1m28.780s  + 1.767
19.  Jarno Trulli          Lotus-Renault        1m31.119s  + 4.106
20.  Tonio Liuzzi          HRT-Cosworth         1m30.692s  + 3.679
21.  Timo Glock            Virgin-Cosworth      1m30.813s  + 3.800
22.  Narain Karthikeyan    HRT-Cosworth         1m31.564s  + 4.551
23.  Kamui Kobayashi       Sauber-Ferrari       No time

24.  Jerome D'Ambrosio     Virgin-Cosworth      1m30.445s  + 3.432

6 de mai de 2011

Treinos Livres - Gp da Turquia

Na primeira sessão de treinos livres do Gp da Turquia, a chuva caiu incessantemente e condicionou um pouco o trabalho das equipes, com pouco movimento em pista e poucas conclusões sobre as melhoras levadas para o GP.



Com a pista molhada, Fernando Alonso foi o mais rápido, com Rosberg logo em seguida a quase 1,5seg. do espanhol.

Michael Schumacher veio logo em seguida, com as duas Lotus-Renault na 4ª e 5ª posição.

Kobayashi colocou sua Sauber na 6ª posição, seguido por Felipe Massa, na 7ª.

Mclaren conserva pneus

Os ingleses não quiseram arriscar e apenas saíram para dar poucas voltas pela pista. Button deu apenas 4 voltas, nada rápidas diga-se de passagem, e Hamilton apenas uma volta de reconhecimento.

Tudo com um objetivo claro: Conservar pneus. Cada piloto conta apenas com 4 jogos de pneus intermediários e 4 jogos de pneus de chuva extrema. Em muitas conversas pela rádio, os engenheiros pediam que os pilotos conservassem os pneus.

Essa mesma "jogada" no GP da China deu a Hamilton a chance de vencer aquela corrida.

Vettel bate forte




Se a chuva foi um condicionante para as equipes, que o diga Sebastian Vettel. O alemão decidiu sair dos boxes nos minutos finais do treino e em sua segunda tentativa de volta rápida, pisou a zebra molhada na famosa "curva 8" e bateu forte, destroçando boa parte de seu chassis.

Não marcou tempo na 1ª sessão e ainda teve que ver pela tv o segundo treino livre ao não ter seu carro consertado a tempo para a disputa.

Pista seca pela tarde

Na segunda parte dos treinos livres, já com pista seca, e sem Vettel pela frente, Jenson Button marcou o melhor tempo de 1:26:456.

Nico Rosberg, mais uma vez, colocou sua Mercedes na 2ª posição da tabela. Lewis Hamilton e Michael Schumacher vieram em seguida.

Única Red Bull em pista, Mark Webber foi apenas o 5º melhor, enquanto Massa, 6º colocado, foi o único Ferrari entre os 10 primeiros.

Webber comentou logo após o treino que o "Kers vai bem", o que nos deixa a dúvida do verdadeiro rendimento do RB7. Amanhã saberemos.

Na Ferrari, os problemas apareceram para Fernando Alonso, que não pode ser mais que 11º colocado. O F150 Itália sofreu com subviragem e um ruído estranho no carro nº 8 do espanhol que o impossibilitou de testar nos minutos finais com os compostos mais macios e portanto, sem volta rápida.

- 1ª Sessão de Treinos Livres
- 2ª Sessão de Treinos Livres

5 de mai de 2011

Apostas do Bolão: GP da Turquia

A F1 está de volta - Graças a Deus! - depois de 3 semanas de "férias", tempo suficiente para as equipes se acertarem para a fase européia que chega à Turquia nesse final de semana.

Tempo suficiente também para que os apostadores do nosso Bolão se recomponham e façam valer a sorte e o velho e bom pitaco.

Se você ainda não sabe como participar, clique aqui e "junte-se a nós". O prêmio? Um Hotwheels 1:18 da B.A.R. pilotada por Jenson Button, em 2005.

O Piloto-Coringa do GP da Turquia é:

Nico Rosberg


Boa Sorte!

Red Bull soluciona o problema do KERS

Isso foi o que reconheceu Helmut Marko, assessor esportivo da equipe Red Bull.

"Nosso sistema Kers está bem. Durante essas semanas fizemos algumas modificações. (...). É muito melhor agora. Funciona!" - declarou Marko ao diário Bild.



Ainda sem motivo confirmado, o Kers da equipe Red Bull é(ra) a única debilidade da equipe até o momento. A equipe é líder no Mundial de pilotos e de Construtores mas ainda tinha pendente acertar o funcionamento do Kers. O mais provável é que o sistema sobre-aquecia, o que colocava em risco todo o funcionamento do carro.

Vettel não se preocupa com o Kers


O líder do Campeonato e atual Campeão Mundial, Sebastian Vettel, disse não se preocupar pelo Kers. Segundo o alemão, a equipe aproveitou estas 3 semanas de "férias" da F1 para trabalhar no problema e por isso ele "não está preocupado".

Mesmo sem o Kers o carro foi o melhor das 3 corridas já realizadas e Sebastian aproveita para definitivamente acabar com as dúvidas sobre as melhoras do RB7:

"Quando perguntei para  a equipe o que teríamos de novidade recebi muitas respostas" - finalizou.

Previsão de chuva para o fim de semana em Estambul

O serviço metereológico prevê chuva para o fim de semana de Fórmula 1 em Istambul Park, na Turquia.

Durante a sexta-feira, nos treinos livres, a previsão é de um 60% de probabilidade de chuva. Pode ser o dia que mais chova no fim de semana. A temperatura, se prevê, não irá a mais de 14ºC nos termômetros.

Para o dia da classificação, sábado, a probabilidade de que a chuva apareça cai para 10% apenas. A humidade relativa do ar estará em torno a um 49% e a temperatura máxima em 28ºC, o que nos faz pensar em uma classificação normal em seco.

Já para o domingo, na corrida, as chances de que a chuva caia sobre o circuito voltam a aumentar: 60% de probabilidade, com um 68% de humidade relativa do ar. A temperatura estará entre 10º e 13ºC. A previsão é de que a chuva, se vier, será fraca.

Hoje, mesmo 5ª feira, a previsão era de chuva fraca, também, e Istambul Park pela manha estava bem molhado.

Vamos ver se os "homens do tempo" dessa vez acertam já que na Malásia foram um desastre.;)

3 de mai de 2011

Sam Michael deixará a Williams no final da temporada

Com o difícil início de temporada da equipe Williams, onde os resultados obtidos até o momento foram muito aquém do que a equipe esperava, Sam Michael, Diretor Técnico, e Jon Tomlinson, Chefe de Aerodinâmica, decidiram não seguir na equipe inglesa na seguinte temporada.

Sam Michael

O contrato de ambos finaliza este ano, e a equipe irá reestruturar o corpo técnico da equipe em busca de novos e melhores resultados na temporada.

Mike Coughlan, novo engenheiro-chefe

Ao mesmo tempo em que anunciava a saída de dois membros da equipe, saía a confirmação de que Mike Coughlan será o novo engenheiro chefe da Williams.

Para quem não se lembra, Coughlan é "bastante conhecido" graças ao escândalo de espionagem também conhecido como "Mclarengate" - ou outros muitos nomes mais - em 2007.

Mike Coughlan

Segue um trecho do comunicado feito pela equipe:

"Mike Coughlan é um grande engenheiro com grande experiência tanto na F1 como em engenharia civil e de defesa. Saiu (da F1) por uma conduta que ele mesmo sabe que esteve mal, e da qual se arrepende profundamente. 


Seu veto de dois anos expirou a tempos, e Mike decidiu se por a prova novamente. Desde Williams estamos muito felizes de dar a ele essa oportunidade e de ter a um dos mais talentosos e competitivos engenheiros deste esporte, que nos ajudará a voltar às primeiras posições. 


Este é o primeiro passo da reconstrução da nossa equipe técnica. Iremos anunciando mais mudanças a medida que forem acontecendo".


A temporada de 2011 marca o pior começo de temporada da equipe britânica desde seus inícios. Foram 3 corridas disputadas, nenhum ponto somado, com o agravante de que apenas puderam terminar a última corrida tendo abandonado ambos pilotos as duas primeiras.
 

Compartilhe

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More